Mar Adentro

Quando “The Sea Inside” começa, Ramon exige o direito de morrer. Pois a tónica do filme é: quando você não pode escapar e depende dos outros, aprende a chorar sorrindo.

É o que diz Ramon Sampedro, que está na mesma cama no mesmo quarto há 26 anos, sem contar as idas ao hospital. Ele ficou paralisado do pescoço para baixo em um acidente de mergulho quando jovem. Ele tem sua música, seu rádio e televisão, seus visitantes, sua vista de janela. Ele pode controlar um computador e escrever usando uma caneta que ele segura na boca. Ele é cuidado por sua família, que o ama, e recebe com satisfação o dinheiro que recebem do governo por seu sustento.

O filme aborda a última etapa da batalha de Ramón, enquanto ele trabalha com uma advogada chamada Júlia e uma organização chamada Death With Dignity para garantir seu direito de se matar, um ato que ele finalmente realiza com a ajuda de vários amigos e familiares. Em seu tratamento de questões de vida, morte e suicídio, este filme é bastante complexo e pode ser confuso e perturbador para os espectadores mais jovens.

Deixe o seu comentário

Suicidologia

Suicidologia

O Fórum Brasileiro de Suicidologia é um espaço aberto para discussão em torno deste assunto. Um assunto ainda cercado de tabus; naturalmente, dada a complexidade do assunto reconhecemos que é preciso prudência no trato do mesmo. Recebemos diversos tipos de contribuições, conforme as categorias do portal; assim sendo, publicamos deste reflexões até teses de pós doutoramento. O conteúdo autoral não reflete, necessariamente, a posição dos gestores do portal.